FANDOM


O Kax-atrian é uma língua artística criada em meados do ano de 2014 e 'in contruction' até hoje, seu conteúdo faz parte do Projeto KA, um projeto criado por Igor R. Neves que busca a criação de todo um mundo do zero, além da língua o Projeto KA possui também um conjunto de mapas, o "Guia de gírias e expressões informais comuns do Kax"; O "Guia oficial de ascendências das grandes estirpes";"O guia oficial das religiões Kaxaris" e o "Dicionário do Kax", que, com o tempo, serão todos adicionados neste mesmo site pelo autor, além de um projeto ambicioso este é demorando, fazendo aniversário de um ano em junho e com uma língua "semi-funcional".'

A língua Editar

A língua descende de línguas europeias, em especial o lusitano/português, o inglês, o francês e o alemão, entretanto com som inspirado no francês (muitos /R/;/ile/;/cs/ e /t͡ʃ/ [último fonema é como 'tch' de tchau]), entretanto todos os seus termos são catacreses com a palavra Prass.

Os termos Editar

Substantivos ou Prass-Matrien Editar

As Pras-matrien são palavras similares aos substantivos, classe com palavras variaveis, e invariaveis, que denominam os seres, os Prass-matrien podem nomear, também:

-objetos

-pessoas

-fenômenos

-lugares

-sentimentos

-estados

-qualidades

-ações

Classificações: Editar

Comum ou Próprio

Concreto ou Abstrato

Agênero ou Genérico

Simples ou composto

Comum ou próprio Editar

Os Prass-Matrien podem ser classificado, quanto a sua propriedade, usando esses dois termos.

Prass-Matrien comuns: É aquele que designa os seres de uma mesma espécie de forma genérica.

Prass-Matrien próprios: É aquele que designa os seres de uma mesma espécie de forma particular, ou se a palavra for uma designação gramatical, exemplo: 

Há diferenças gráficas em relação aos comuns e aos próprios, palavras próprias sempre serão escritas com letras maiúsculas no início, enquanto as comuns não.

Editar

            Concreto ou Abstrato Editar

Também classificados deste modo em relação a sua existência.

Prass-Matrí Concreto: É aquele que designa o ser que existe, independentemente de outros seres.

Prass-Matrí Abstrato: É aquele que designa seres que dependem de outros para se manifestar ou existir.

Coletivo Editar

Prass-Matrí Coletivo: É o substantivo comum que, mesmo estando no singular, designa um conjunto de seres da mesma espécie.

Simples ou Composto Editar

Prass-Matrí Simples: É aquele formado por um único elemento.

São também prass-matríen simples: Prass- palavra e Matrí- Mãe

Veja: A palavra Prass-Matrí é formado por dois elementos (Prass+Matrí), logo a prass-matrí é composta.

Substantivo Composto: É aquele formado por dois ou mais elementos, geralmente ligados por hífen.

Adendos: Se um substantivo composto ligado por hífen vier no início da frase ou for um substantivo próprio a primeira letra das duas palavras será maiúscula. prass-matrí, vira: Prass-Matrí.

Flexões: Editar

Gênero

Número

Grau

 

Agêneros e Genéricos Editar

Os gêneros dessa língua são três, os substantivos masculinos e femininos, que formam o grupo dos genéricos, e os de gênero indefinido, agêneros.

Genéricos

Para um palavra ter gênero são necessários alguma destas situações:

•       A palavra tem de designar um ser considerado sexuado pela ciência, como gato, cachorro, etc.

•       Prass-Matrien que, no português, tem radicais diferentes no masculino e feminino (Homem e mulher, boi e vaca, cabra e bode).

•       Substantivos que derivem de palavras cujo sexo é designado pela ciência, como professor(a), escritor(a).

•       (A adicionar quando lembrar)

Palavras que seguem as situações acima serão genéricas.

Para determinar o gênero de uma palavra é necessário, na sua maioria, conhecê-la, mas existem também, para definir o gênero, os casos:

·         O ‘é’ geralmente define o gênero masculino em palavras cujo agênero não tem o som /é/. Fij(filho/a) fica Fiéj(filho), Ti(tio/a) fica Tié(tio) entretanto a mudança é irregular.

·         O ‘A’/’Á’ indica feminino em palavras cujo agênero não tem o som /a/. Fij(filho/a) fica Fiáj(filha0, ti (tio/a) fica tiá (tia(pronuncia difere).

Agêneros

Palavras que não tem gênero definido, ou seja, que não tem sexo, são consideradas agêneras:

Alguns exemplos de situações que indicam "ageneração":

•       Palavras que indiquem sentimentos.

•       Palavras que estejam fora dos casos genéricos.

•       Palavras que falem de espécie ou grupo de forma genérica. Ex: Animal.

•       Prass-Matrien no coletivo;

•       Nacionalidade

Número Editar

 

Os prass-matrí derivam de número, independente do gênero e do grau.

Os números são, solú e malt, solú é tradução de singular e malt de plural.

O número do substantivo simples:                

         Quando a palavra termina em a,ö,f,d ou o:

         Acrescenta-se um "s" no final da palavra

Obs: A palvra id(ida) é uma exceção, seu plural é iden.

Quando a palavra termina em m/n:

Tira-se o "m"/”n” e acrescenta-se o "nem"

Ps: O "nem" sempre será a sílaba tônica, mesmo sobre crase.

 

Quando a plavra termina em i,n,s,ss,p,z,b ou k:

Acrescenta-se um "en" no final da palavra

Ps: O "en" sempre será a sílaba tônica, mesmo sobre crase.

ex: malt > malten, prass > prassem.

Obs: A palavra Pessarum(pesar/martir) deriva do latim, portanto seu plural é feito com "ns", tornando-se pessaruns.

         Quando a plavra termina em l ou ll:

Retira-se o l/ll, e bota-se o "ös".

Ex: Coprell > Copreös

Quando a palavra termina em en:

Retira-se o “n”, se o “e” do em fizer parte de um ditongo, põe-se um circunflexo na primeira letra do ditongo, se o “e” for a única vogal da sílaba ela ganha um “s”.

Quando a palavra termina em on:

Adiciona-se o "s";

Ex: Prass-sigen>Prass-sigens

        

         Quando a palavra termina em r:

Adiciona-se o en, e o r francês(Rer) se torna r português(Rê). Esta diferença é vista no lite-látin pois o r português (com som de /r/) é expresso pelo h.

Ex: Baxar > Baxahen

        

         Quando a palavra termina em t,g:

         Adiciona-se um "s" e o t/g fica mudo.

- As palavras vet e vit é uma exceção, nela, o "t" é pronunciado.

         Quando a palavra termina em ét:

Adiciona-se um "s" e o t fica mudo.

Ps: Por ser uma flexão da palavra original, no plural, o "é" continua com som de "ê"

        

         Quando a palavra termina em rt:

O "t" some e é adicionado o "es"

Quando a palavra termina em í:

Se tira o í e bota-se ien:

Ex: matrí > matrien

Obs: A palavra Râsì é uma exceção, a plural da palavra é feito adicionando o "s": Râsìs.

Quando a palavra termina em e, é, è:

Adiciona-se "n" e o fonema permanece /en/

        

         Quando a palavra termina em com ç (Fonema de /cs/):

É retirado o x e põe-se o "quìssis", é preciso citar, a sílaba tônica da palavra passa a ser o "quì".

Ex: Toç > Toquíssis

Quando a palavra termina em k:

            Adiciona-se o “ç”, o “k” permanece mudo e o “ç” com som de /cs/

 

Quando a palavra termina em x:

            Adiciona-se um “ê”

Ex: Ikax > Ikaxê

Ps: Sempre a palavra se torna paroxítona.

            Prass-Matrís não podem terminar com: y,w,q,h, portanto não é necessário seu plural.

O número dos substantivos compostos:

Quando ligados por hífen podem:

1)    Se ambas as palavras estiverem no mesmo caso de malt, apenas a última vai para o malt.

Ex: Prass-Matrí >Prass-Matrien.

Tanto Prass quanto Matrí estão no mesmo caso (adiciona-se "en"), logo só Matri vai para o plural.

2) Se estiverem em dois diferentes casos de malt ambas vão para o malt:

Ex: Toç-Dank> toquísses-danken

Plural do aumentativo e do diminutivo;

1) Aumentativo: Segue-se o plural da letra m;

2) Diminutivo: Segue-se o plural da letra m;

Grau Editar

        

         Normal-Indica um ser de tamanho considerado normal.

 

 

Aumentativo- Indica o aumento do tamanho do ser. Classifica-se em:                         Analítico= A prass-matrí é acompanhado de um adjetivo que indica grandeza.


                        Sintético= É acrescido ao substantivo um sufixo indicador de aumento.

Formação: O aumentativo sintetico é formada pela acressão:

1) à palavras terminadas em a,e,í,i,o,u,n,m,t,s,r,l,z: o "tam"                                     Ex: Matrí- Matrítam

2) à palavras terminadas em ss: um s é retirado e acrescentado o "tam"

Ex: Prass > Prastam

3) à palavras terminadas em x, f, b, d, x e k: Adiciona-se o "am"

Ex: Dank > Dankam


4) à palavras terminadas em p: acreção de "sam".


            Grau Diminutivo- Indica a diminuição do tamanho do ser. Pode ser:                         Analítico= A prass-matrí acompanhado de um adjetivo que indica pequenez.

                        Sintético= É acrescido ao substantivo um sufixo indicador de diminuição.

Formação: O diminutivo sintetico é formada pela acressão:

1) à palavras terminadas em a,e,í,i,o,u,n,m,t,s,r,l,z: o "tim"                                     Ex: Matrí- Matrítim

2) à palavras terminadas em ss: um s é retirado e acrescentado o "tim"

Ex: Prass > Prastim

3) à palavras terminadas em x, f, b, d, x e k: Adiciona-se o "im"

Ex: Dank > Dankim


4) à palavras terminadas em p: acreção de "sim".

Prass-Sigen Editar

Prass-Sigen são palavras que vêm determinando o substantivo, de forma definida ou indefinida; indica também número e gênero, juntamente ao substantivo.

====             Prass-sigen definidos genéricos: ==== Determinam as Prass-matrien de maneira precisa, em número e em gênero;

São: lá, para feminino, e lö, para masculino, no solú;

São: lás, para feminino, e lös, para masculino, no malt;

Editar

====             Prass-sigen definidos agêneros: ==== Determinam lê prass-matrí de maneira precisa, apenas em número;

São: lê ou ê, no solú;

São: lês ou ês, no malt;

Obs: Usado qualquer um dos dois, existem dois, apenas para que combinem com o som das palavras, que geralmente são vinculadas mais fortemente à apenas um dos dois, como a prass-matrí rasí, que é casa, está ligada aos prass-sigen "lê", mas pode-se usar o "ê".

Editar

==== Prass-sigen indefinidos genéricos: ==== Determinam lê prass-matrí de maneira vaga; em número e gênero.

São: lîn, para feminino, e löv, para masculino, no solú;

São; lîns, para feminino, e lövem, para masculino, no malt;

Editar

====             Prass-Sigen indefinidos agêneros: ==== São: în e ain, no solú.

São: înen e ainê, no malt

 

            Cuidado com o plural:

            Palavras masculinas no plural, indicando generalização, viram agêneras:

Ex: Usar "os meninos" para designar uma sala com meninos e meninas a palavra "meninos" se torna agênera, usando assim înê/ainê;

Entretanto na seguinte situação, se a palavra estiver indicam todos de apenas um gênero:

Ex: "Os meninos" para designar um grupo de só de meninos, será uma palavra genérica masculina, usando assim o löven;

=== As combinações de Prassen-Sigens ===  

Prass-Pré

Prass-Sigens

+

Lö;

Lös;

Lá;

Lás;

Lê;

Lês;

ê;

ês;

Löv;

Lövem;

Lîn;

Lîns;

Înê;

înen;

Ain;

Ainê;

Dét

(de)

Dêlö;

Dêlös;

(do, dos)

Dêlá;

Dêlás;

(da, das)

Dét;

Déts;

(do/a, dos/a)

Dét;

Déts;

(do/a, dos/a)

Dêlöv;

Dêlövs;

(dum, dun)

Dêtîn;

Dêtîns;

(duma, duma)

Detê;

Detên;

(dum/a, duns/a)

Detê;

Detên;

(dum/a, duns/a)

Ā

(a)

Ā;

Ās;

(ao, aos)

Ā;

Ās;

(à, às)

Ā;

Ās;

(ao/à, aos/às)

Ā;

Ās;

(ao/à, aos/às)

Ā;

Ās;

(a um, a uns)

Ā;

Ās;

(à uma, à umas)

Ā;

Ās;

(a/à um/a, a/à uns/a)

Ā;

Ās;

(a/à um/a, a/à uns/a)

Ni

(em)

nö;

nös;

(no, nos)

ná;

nás;

(na, nas)

Ni;

Nis;

(no/a, nos/a)

Ni;

Nis;

(no/a, nos/a)

növ;

növs;

(num, nun)

nîn;

nîns;

(numa, numa)

Niv;

Niv;

(num/a, nuns/a)

Nen

Nens;

(num/a, nuns/a)

Per

(por)

Per lö;

Per lös;

(pelo, pelos)

Per lá;

Per lás;

(pela, pelas)

Per lê;

Per lês;

(pelo/a, pelos/a)

Per ê;

Per ês;

(pelo/a, pelos/a)

Per öv;

Per övem;

(por um, por uns)

Per în;

Per îns;

(por uma, por umas)

Per în;

Per înê;

(por um/a, por uns/a)

Per ain;

Per ainê;

(por um/a, por uns/a)

 

Prassen-dét-Actio Editar

===
Prassen-dét-Actio é a classe de palavras que se flexiona em pessoa, número, tempo, modo e voz. === Pode indicar, entre outros processos:

·         Actio/ação (como: id/ir);

·         Itéd/Estado (como: permên/ficar ou permanecer);

·         Fenomine/Fenômeno (como: plöét/chover);

·         Okörênce/Ocorrência (como: natt/nascer);

·         Dasëeij/Desejo (como: vantét/querer).

O que caracteriza a prassen-dét-actio são as suas flexões, e não os seus possíveis significados. Observe que palavras como plöét e vantét têm conteúdo muito igual ao de algumas prass-dét-actio mencionados acima; não apresentam, porém, todas as possibilidades de flexão que esses verbos possuem.

Estrutura das prass-dét-actio Editar

Do ponto de vista estrutural, uma forma verbal pode apresentar os seguintes elementos:

a) Radical: Editar

=====  é a parte invariável, que expressa o significado essencial do verbo. ===== Por exemplo:

Vanté-mêNat-àss; Plöé-tt. (radicais: Vanté/Nat/Plöé; respectivamente)

b) Tema: Editar

===== é o radical seguido das letras temática que indica a conjugação a que pertence o verbo. ===== Por exemplo: Vant-ét

São os temas:

1.    Ét

2.    Ein

3.    Eg

4.    Zz

5.    T/tt

6.    S

c) Desinência modo-temporal: Editar

=====  é o elemento que designa o tempo e o modo do verbo, por exemplo: ===== Vantëeimmê(

 indica o pretérito imperfeito do indicativo.)

Vantëeissêê (indica

 o pretérito imperfeito do subjuntivo.)
d) Desinência número-pessoal:  Editar

===== é o elemento que designa a pessoa do discurso (1ª, 2ª ou 3ª) e o número (singular ou plural). ===== Por exemplo:

 

Vantémmê- (indica 1ª pessoa do plural)

Vantáîn- (indica a terceira pessoa do plural)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória